segunda-feira, 28 de março de 2011

Ela

Seus atos são iguais aos meus. Quando olho dentro desses olhos eu sinto como sou desprezível.
Será que foi o que estava ao redor que mudou? Acho que nunca a conheci de verdade.
Ilusão é a palavra. E me diziam que se desiludir com os outros era de se esperar..
Como eu esperaria por isso né?
Um dia eu vou entender tudo isso e rir ou essa é só mais uma história que os outros contam pra mostrar 'como a vida é bela'?
Meu estômago ainda dói, sabia? Mas não é a gastrite.. Não dessa vez.
Vai, pode tirar a maquiagem agora. Me deixa ver seu rosto.
Me pergunto quem é essa pessoa...

Nenhum comentário: